domingo, 22 de dezembro de 2013

Do it yourself #2014

O ano foi difícil e tenso para caramba no geral, mas tive uma companheira de 14 anos, mesmo xingando muito na internet o dia inteiro (AO INVÉS DE LER!), minha filha.

Sei que é difícil se adequar na adolescência e que o mundo é repleto de hipocrisia, sempre foi e sempre será, mas era o único para oferecer. Porém, dá pra fazer a nossa parte sempre, mesmo que pequena, fazer diferente ô Dumbinha Rebel! E com estudo, inteligência e generosidade se vai longe. Por isso você vai lavar a louça todos dias de 2014! #classemédiasofre #xingandomuitoafilhanoblog

Ela é quase uma enciclopédia ambulante do punk rock, seja britânico ou brasileiro, mas nunca vi ela ouvir Toy Dolls, por isso achei este presente túnel do tempo.


Encerro 2013, no blog da Velha, com Nellie the Elephant para a minha filha e para todos que estiveram firme e forte do lado da Véia aqui. Amo vocês! ooooooooooooooooooooooooooooo



sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Garçons também amam

Um adeus para Reginaldo Rossi, o verdadeiro Rei. Me lembrei na hora do ótimo àlbum pegarte-bruto produzido pelo Mundo Livre SA. Vai para os annales, do blog da Velha, a melhor versão de Mon Amour, Meu Bem, Ma Femme.














quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Só Mulherada! na Picles 3

Prevista para ser lançada no início de 2014, onde também haverá debates, a Picles 3 edição especial Só Mulherada! da AQC, já estará à venda na Comix nas próximas e últimas semanas de 2013.

Eu me sinto honrada e muito agradecida por ter feito o projeto gráfico e também contribuído com meus quadrinhos. Das 26 autoras tentei organizá-las por seus temas, mas o bacana mesmo foi ver a diversidade de traços e maneiras de se expressar.

Boa sorte a todas e que venham cada vez mais e mais produções de fêmeas, mulheres, garotas e senhoras.
Cotas para a Mulherada nos quadrinhos já, hey ho!



segunda-feira, 18 de novembro de 2013

O Crime do Teishouko Preto 2013

Desenhar em um espaço público é quase um esporte radical, pelo menos pra mim que ainda foi sem lápis e papel. A história coletiva do Teishouko Preto é bacana demais para não se tentar. Agradeço a Luanda pela cartolina, moça que desenha monstruosamente, diga-se de passagem.

Aí embaixo, nas fotos péssimas de celular, quadrinhos dos anos passados, Luanda desenhando, Gualberto criador do evento, eu levemente bêbada e a minha colaboração/interpretação da Fumiko. A criança, protagonista que supostamente presenciou o crime do Teishouko.





Biblioteca de Zines na Pinacoteca



Agregando valor, a Biblioteca Walter Wey recebe doações de publicações independentes. O acervo já se encontra bem rico para pesquisa:
http://biblioteca.pinacoteca.org.br:9090/site/php/index.php?lang=pt

A Velha ''and'' Cosmopalito se faz presente nos cadastros.




quinta-feira, 31 de outubro de 2013

ZINE XXX just fOr wOmENS

Faltam duas semanas para APOIAR no CATARSE! 

Esqueça o feijão queimar no fogão e leia essa singela história:
http://escrevalolaescreva.blogspot.com.br/2013/10/guest-post-por-mais-mulheres-autoras-de.html?m=1


quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Cavaleiras que dizem ''BBBBBBBB''

Dedico essa para a amiga eloquente, Gilda e os Cavaleiros que dizem NI.




sexta-feira, 16 de agosto de 2013

No Tanque com o Velho Safado

Hoje Bukowski faria 93 anos e fiquei com vontade de falar do meu pai literário, time do coração, a minha melhor obsessão.
E por coincidência também tinha pendente uma camiseta no tanque com sua cara para lavar, fui.

Que ironia lavar a maior ''lição'' anti-moral burguesa que já li.

Me lembrei como ele era capaz de reconhecer e prestigiar uma ''mulher maldita'' como ninguém, também desprezar cruelmente as vazias ou simplesmente narrar linda e vulgarmente o tesão por uma mera desconhecida parada num ponto de ônibus, por exemplo. ''Qualquer coisa para ela abaixar a calcinha.'' hahahaha Posso afirmar que ele tinha alguma consciência de que mulheres faziam o mesmo com maestria também, com ou sem poemas bonitos. Fica o sabão, jóia mais preciosa que ele me deixou, a liberdade e a prisão que é viver. 

terça-feira, 18 de junho de 2013

A imagem do Cruzeiro resplandece, finalmente.


PROTESTOS.BR

Como certas e manjadas mídias subestimam as pessoas neste país.
Copa é o cacete, um professor vale mais que um Neymar! Tv Globo, vai tomar no cú! hahahaha muito bom. Mais 30 mil pessoas gritando isso e mais outras preciosidades.



Nunca tive o mínimo sentimento de orgulho por ser brasileira até então... eis que surgem as margens plácidas o impensável, um povo anárquico com um brado retumbante! E que isso seja só o começo...

E desce um grand finale Tchaikovskyano;


quarta-feira, 12 de junho de 2013

Vida Enlatada no papel de pão

Ganhei 438 páginas de Will Eisner, ''A vida na grande cidade'', já tinha me esquecido como o trabalho dele é maravilhoso. Faço aqui uma homenagem estática, do transporte público de São Paulo, a um dos maiores observadores do ''movimento humano e animal'' nas selvas de concreto.




segunda-feira, 3 de junho de 2013

Projeto Inverna, só Muié

Amiguinhas, no projeto Inverna o tamanho do seu peito é irrelevante e sim a sua voz, aguda ou grave, o que tem a dizer  e/ou desenhado, ou quer que explique!?
Então segue o edital das meninas e página no facebook;

http://invernablog.wordpress.com/category/edital-inverna-2013/ 

https://www.facebook.com/revistainverna

Prazo de envio: 30 de junho.

Vale ressaltar a inspiração vinda da Spring uma publicação alemã, lindíssima por sinal, produzida só por mulheres.

terça-feira, 14 de maio de 2013

Mulher Papel & Robocopa

Trabalhos feitos especialmente para a temática da 3ª Picles.





sexta-feira, 3 de maio de 2013

VELHA$ online no UGRAPress

A Velha está num lugar muito especial, o UgraPress /Loja Virtual, especializada em publicações independentes. Achei a disposição das publicações muito bacana:



quarta-feira, 1 de maio de 2013

Colírios do Desleixo

Esta belíssima peça a nível de antiquário (em duas versões), também entraria na loja.




domingo, 21 de abril de 2013

Spot à fetiche

Em breve, tentarei e erro, uma loja on line por aqui de quincaillerie desenhada K2., a Revista Cosmo e o caquético do-it-yourself para a Velha, linha Cama, Mesa & Bar. Isso que é ter tino comercial (!?!)

Lá vai uma das peças:





quinta-feira, 11 de abril de 2013

Álbum III UGRA - CCSP

Em breve espero postar os vídeos dos debates dos dias 6 e 7 de abril. 
Infelizmente, ficou faltando a Revista Picles. Acho que acabou ficando na sacola de alguém, por favor procura-se...


terça-feira, 26 de março de 2013

III UGRA ZINE FEST

As VELHAS 2 em 1 estarão no III UGRA ZINE FEST expostas na mesa da adorável Katita, personagem de Anita Prado, que também participará do Debate “Fanzines, Sexualidade e Questões de Gênero”. E não deixe de revolucionar seu bronze neste outono/inverno.

****************************

Especialmente para o evento Fernandinha Botta produziu um release espetacularmente baudrillardiano, a realidade é uma cadela e lá vamos nós.

Sobre a Velha, é preciso alertar o leitor incauto: não se deixe levar pelo título. Cronologicamente, a revista é bastante jovem. A primeira edição fez a sua estreia em agosto de 2011, no balcão da Mercearia São Pedro e nas estantes da HQ Mix. O número dois, que debuta agora nesta terceira edição do Ugra Zine Fest, foi lançado há poucos meses, em dezembro de 2012, na Monkix Livraria. Verdade seja dita, a Velha faz jus ao seu nome é no espírito. Com a fúria de uma velhinha na fila do pão, a personagem de Kellen Carvalho, em uma estranha dicotomia, metralha impiedosamente o gasto que se diz novo. Munida de referências que vão de Sartre à São Paulo – a capital paulistana ganha destaque nesta segunda edição – a autora vai na contramão de outras páginas coloridas. Não dá receitas de como emagrecer, subir na carreira ou arranjar um namorado. Pelo contrário: os seus conselhos amorosos são os piores possíveis; os seus editoriais de moda e beleza beiram o desconcertante, na melhor hipótese, quando não o intimidatório. Fazendo uso do humor, essa arma poderosa, calcada na tradição do mais fino escracho, a Velha desconstrói o simulacro que as revistas femininas tentam fazer o seu público engolir há décadas. Porque, parafraseando a própria Kellen, “Jovem é a sua vó!”. Ainda bem.


terça-feira, 19 de março de 2013

3ª Picles de Estrogênio



A Revista Picles é um das publicações da AQC-ESP , nesta 3ª edição o tema é a ''Condição da mulher na sociedade atual''. Para participar precisa ser mulher e o que isso significa pode se dizer com trabalhos em preto e branco, de tamanho 17 x 24 cm e enviar no email da Associação: aqc.waz@gmail.com

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

77 anos de Tempos Modernos

A Velha faz uma homenagem ao filme e aquele que inspirou tantos...
Se bella giu satore/Je notre so cafore/Je notre si cavore/Je la tu la ti la twah!

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

O Grande outro.br

Foram meses e meses lendo o Sr. Slavoj, terminando agora o ''Em defesa das causa perdidas''. Leituras para um ano ou mais, pesquisa mesmo, mas vale muito milhares de penas. Claro, se tiver simpatia por Lacan, o inexistente ''Grande Outro'' e seus significantes/significados.
Pontos riquíssimos para o tópico ''A produção do casal em Hollywood'' (de Titanic a Jurassic Park!), a história familiar de Mary Shelley (construção de Frankeinstein), trechos de Carta ao pai por Kafka, Ésquilo, análise (Nicholas Cook) da 9ª sinfonia/Ode a alegria de Beethoven, Lars von Trier (em especial, Dançando no escuro), Robespierre a Mao, a Revolução (Thoreauriana) Passiva de Gandhi e mais e mais montões de outras questões abordadas como ainda a ecologia/ciência e os governos populistas da América Latina.
É! Parece um saladão de frutas com alface, mas é em defesa das causas perdidas. Só lendo para compreender a multidisciplinaridade deste filósofo dito ''pop''.

AH, meu deus! eu sei, eu sei 
Em relação ao Brasil assume em um dos prefácios, para edição brasileira, ser eurocêntrico (e é mesmo!) e ter pouco conhecimento do país. Em sua cinefilia aguda, poderia incluir os filmes de Sérgio Bianchi, principalmente Cronicamente Inviável e Quanto vale ou é por quilo? que remetem bem o pensamento de Zizek em relação ao marketing social (ilustra animada sobre o livro Da Tragédia à FarsaUm dos pouquíssimos diretores de cinema brasileiro que não fazem lirismo da pobreza para ganhar Oscar.