terça-feira, 31 de maio de 2011

domingo, 29 de maio de 2011

Poster do mês & Beat Happening

Após exaustiva sessão de fotos, a Velha intimou o pessoal da redação para colocar ''Hot Chocolate Boy'' do Beat Happening (velho para cacete isso! faz sentido...)


 

terça-feira, 24 de maio de 2011

Strauss para hoje

Filosofia e música clássica juntas são uma combinação do Olimpo e seus 12 Deuses.
'Also Sprach Zarathustra/Assim falou Zaratustra' de Nietz (para os íntimos) inspirou uma das sinfonias (poema sinfônico, na verdade), mais emocionantes. Li em algum lugar que Zaratustra seria definido como o homem/artista completo, o verdadeiro ''fim'', conclusão para 'O Nascimento da Tragédia', sua primeira obra.



Segundo Tia Vi, minha amiga, é possível manter a sanidade mental no trânsito de São Paulo ouvindo a 103.3 Cultura FM, durante a programação eles explicam um pouco as composições, você pode descobrir até que diabos é um prelúdio, por exemplo, música clássica for dummies! 
No carro blindado, fuscão preto, busão, metrô ou até mesmo no trenzão, música erudita não faz distinção entre ouvintes de classes sociais diferentes, manda bala! Sem medo de ser feliz,  faz bem pra alma.

sábado, 21 de maio de 2011

Dialéticas e novas parvoíces estéticas

Graças ao Senhor Morivaldo (professor aposentado de oitenta aninhos), que me deu sua credencial, pude assistir ao Zizek. Última palestra do Congresso de Jornalismo Cultural. Antes da palestra, eu e uma amiga fomos fumar e trombamos com o esloveno, minha amiga não se conteve e cumprimentou o cara, e tomou uma bela resposta sofística! Ela está parecendo um elfo no desenho...incrível a minha dificuldade de desenhar pessoas muito próximas, vai entender.

Seu tema era "O perigo das sombrias nuvens digitais" hum, pois é...fiquei pensando nas sombrias nuvens negras que deveriam estar em cima da cabeça dos tradutores simultâneos, e eu, consequentemente, só na pescaria. Ele tem uma fala muito caótica e mais rápida que cronista de futebol, terrível de acompanhar.
O cara é um filósofo com F maiúsculo, anti-veritas aeterna, transforma o seu repertório em analogias por meio de piadas e situações atuais rotineiras de uma maneira muito especial.
Óbvio que o evento daria umas duzentas charges, Paulo Caruso ficaria doido! Peguei uma para fazer...A história é a seguinte; Zizek contou que em Nova York tem uma ''clínica'' que faz o cara ficar com dois pênis, no mesmo processo que fazem, hoje em dia, com a língua para ficar semelhante à de uma cobra. Bom no caso do pênis não precisa explicar a utilidade da coisa.
Ele não sabe mas surgiu uma matéria recentemente de uma imbecil que queria (e vai!) colocar mais um seio, ou seja um ''triplo'' de seio...deveria ter passado essa belíssima informação para ele acrescentar em suas próximas palestras. Abaixo a minha clínica de vanguarda, novas espécies!


quarta-feira, 18 de maio de 2011

Linguagens de louco, todo mundo usa

Minha filha tem um livro só sobre linguagens, (Atual Editora) repleto de tirinhas brasileiras e argentinas (pouquíssimas Turma de Souza!), músicas e pequenas histórias, é espetacular.  Na minha época não tinha esse privilégio, livro de português era uma chatice sem tamanho.
Um dos enfoques é a variação linguística (e gramatical) regional, histórica e social. Somando estes três fiz este quadrinho adicionando uma coisa muito importante, (rs) a mudança de discurso em estados psicológicos.


terça-feira, 17 de maio de 2011

This is not porno

Me passaram este link, This is not porno com fotos muito inusitadas, algumas históricas como Einstein e Chaplin(!), outras dão saudade como de Richard Pryor e Gene Wilder, Sid Vicius lendo calmamente Mad, pode achar também Tony Hawk bem garotinho, Bukowski tentando acertar Sean Penn..enfim, diversão garantida.



Agora essa do Hunter Thompson, Cusack,  Johnny Depp e uma boneca inflável, dá para imaginar a merda que não deu ali naquela noite. Fear and Loathing Real!

domingo, 15 de maio de 2011

Ô OSCAR!

Após o CQC ter sido escorraçado de lá, filmei Celso Pitta tentando fazer um pequeno pronunciamento. Que churrasco Dona Guiomar! Voltaremos sempre que a senhora quiser...




sexta-feira, 13 de maio de 2011

Post desaparecido

Ontem eu postei um banner (hahaha) para o Churrasco da gente diferenciada, (homenagem graciosa para os moradores de Santa Cecília..OPS! Higienópolis ARRRRGH, zé povinho que vetou a construção da extensão do metrô) mas o blogger estava fazendo manutenção e o post, puft! sumiu. Tudo bem, ninguém ''Procura-se'' nem pede recompensa.

O churrasco já foi suspenso no facebook pelo seu fundador e agora por pressão popular vai ter de novo...começou termina rapaz! Segundo André S. (repórter renomado) a maioria provavelmente não vai e que isso não sairá do âmbito das mídias socias como mais uma zoeirinha on line. De qualquer forma eu vou, mesmo que seja para tomar um dreher no boteco na Consolação para afogar as mágoas da sociedade. Que bonito isso!

No post eu dizia que a Velha estava pensando em ir com shortinho da faxina, mas não tinha certeza porque está com a sua viajem de rotina marcada para Paris tomar espumante na Tour Eiffel (Quem me dera!) Mon manège à moi, c'est toi/Je suis toujours à la fête!


Coloquei também um abaixo-assinado, não custa...

segunda-feira, 9 de maio de 2011

3º Congresso Internacional de Jornalismo Cultural

E não é que o esloveno vem mesmo.
Zizek estará neste congresso que acontecerá no Sesc Vila Mariana (17 a 20 de maio) pela bagatela de 400 pilas! Para quem é associado do Sesc paga 100, melhorou.
O muy excelentíssimo Juan Gutiérrez também estará lá, e também tem gente que não precisava estar lá, como o Zeca Balaio de gato (!!!) essa não deu para captar MESMO.

sábado, 7 de maio de 2011

KEN BURNS JAZZ

Achei nas bancas o documentário do Ken Burns da história do Jazz (que um dia foi JASS) e claro...Nova Orleans, A CIDADE DE OURO. Quem fez esse enorme ''favor'' foi a Editora Duetto, dividido em 12 volumes com direito à livrinho (introdução ao documentário) ilustrado, um doce.
Tentar entender o que aconteceu neste lugar é quase impossível, dominação francesa, depois espanhola. Do porto chegavam de tudo, alemães, irlandeses, italianos, filipinos...no território, lá já estavam os índios choctaw e natchez e o chantilly; os africanos. Logo a cidade se tranformou em uma população completamente mestiça, europeus + índios + africanos, quase um Brasil. E dessa galera saiu caras como Jelly Roll Morton, maior 171, abastado que foi até cafetão e um músico de mão cheia, fundou a banda Red Hot Peppers do que se denominou depois, ragtime. Acho que é o destaque desse primeiro capítulo do Jazz e dessa cidade que um dia, preciso conhecer, encontrar fragmentos daquela gente fodida, oprimida que simplesmente criou a expressão musical mais especial de todos os tempos.